Artigos /  O prazeroso desafio de se trabalhar com crianças nas categorias iniciais - Samuel Alves



O prazeroso desafio de se trabalhar com crianças nas categorias iniciais

Trabalhar com crianças é um desafio diário por estarmos ligados a um pequeno Ser em formação. Eles ainda não possuem todas as capacidades cognitivas e motoras completamente desenvolvidas, além de não possuírem, ainda, uma formação de opinião e personalidade, fazendo com que nós sejamos elementos extremamente importantes na vida destes pequenos.

O mais legal é que eles são completamente abertos aos estímulos, podemos moldar e construir muitas coisas boas, desde que façamos de forma clara e com objetivos concretos, pensando principalmente na construção de um Ser em desenvolvimento, pois não sabemos qual daqueles indivíduos que estamos orientando será um atleta e qual será um professor, um engenheiro, um empresário, etc. É errado pensar que o mais importante nesta fase é o resultado e a perfeição, quem pensa assim tende a querer passar por “atalhos”, o que prejudica o ponto final do processo de formação, pois muitas vezes atletas que são formados apenas dentro do modelo de vitória não conseguem desenvolver completamente as suas capacidades coordenativas e cognitivas, pois “não há tempo” para essas coisas, o importante é vencer.

O importante na formação é o conhecimento, é a construção das bases motoras e cognitivas, para desenvolvimento da criança ela precisa de algumas coisas importantes: ORIENTAÇÃO, EXEMPLO e PRÁTICA, porque “A construção do conhecimento da criança é feita pela ação do outro e pela ação da própria criança. (...) Mas ela não o realiza sozinha: antropologicamente este processo se faz, através da ação dos adultos que existem no grupo. O adulto detém um papel importante, culturalmente determinado, de transmissão do conhecimento. O conhecimento que a criança possui é continuamente transformado pelas novas informações e experiências que ela recebe e pelas quais passa”(COL, et. al., 1995) citado por FERRARI(2008).

Assim sendo, devemos entrar de forma profunda no mundo das crianças com quem trabalhamos para que possamos dar a eles orientações claras, exemplos concretos e coloca-los a praticar de forma volumosa e intensa para que consigam desenvolver suas habilidades motoras e capacidades cognitivas juntamente com as habilidades técnicas do esporte que praticam. O nosso grande desafio é conseguir levar isso de maneira que eles recebam aquilo que transmitimos e desenvolvam conforme desejamos.

Samuel Alves de Pereira - Técnico das Categorias de Base do Minas Tênis Clube